• Cláudio Veríssimo

O que são os certificados de recebíveis CRI e CRA?

Os certificados de recebíveis CRI e CRA são voltados para o financiamento de áreas específicas. Dessa maneira, entenda que eles possuem grande importância para os setores Imobiliário e Agrícola.


Assim, você que é investidor pode aplicar seu dinheiro em investimentos do tipo para conseguir rentabilidade. Então continue a leitura do artigo para conhecer essas duas modalidades do mercado financeiro.


Certificados de Recebíveis CRI e CRA
Certificados de Recebíveis CRI e CRA


O que são o CRI e o CRA?


O CRI é uma sigla que significa Certificado de Recebíveis Imobiliários. Desse modo, saiba que ele está relacionado com a categoria de renda fixa. Ao passo que financiam os projetos voltados para o ramo dos imóveis.


Com isso, as dívidas se tornam títulos no formato de crédito. E os certificados de recebíveis também são isentos do imposto de renda. De tal maneira que os emissores dos papéis são as empresas privadas.


Que possuem o nome de securitizadoras no mercado financeiro. De fato, saiba que o objetivo é captar recursos através do dinheiro emprestado pelos investidores.


Como resultado disso, eles são antecipados, já que os compradores ainda farão o pagamento. Ou seja, as dívidas são pagas pelos investidores através das empresas securitizadas.


Confira as categorias que são cobertas por esses certificados de recebíveis:

  • Financiamentos de áreas residenciais;

  • Locais comerciais;

  • Construções;

  • Contratos de longo prazo (alugueis).

Por sua vez, o CRA é o Certificado de Recebíveis do Agronegócio. Dessa maneira, ele também está atrelado a renda fixa. Assim, os títulos emitidos visam captar recursos para o setor agrícola.


Por certo, entenda que o método de funcionamento dele é parecido com o CRI. Contudo, o ramo que será beneficiado é o agronegócio. Sendo que o dinheiro captado será direcionado para o setor em questão.


Ambos os certificados de recebíveis podem apresentar diferentes tipos de prazos. Além disso, as próprias remunerações costumam ser de vários tipos. Podendo trazer maiores ou menores rendimentos, tudo depende do título escolhido pelo investidor.



Como os certificados de recebíveis funcionam?


Os certificados de recebíveis são adquiridos em formato de papéis. Onde o investidor aplica o seu dinheiro em busca de lucros. Que são obtidos através dos juros presentes neste tipo de operação.


Entretanto, você deve saber que algumas considerações precisam ser feitas para melhores resultados. A rentabilidade é um dos pontos principais e por isso precisa ser analisada corretamente.


Desse modo, entenda que ela pode ser pré-fixada ou mesmo pós-fixada. Nesse sentido, na pré-fixada temos o valor específico da taxa de juros (anual). De tal forma que a rentabilidade pode ser prevista desde o início.


Enquanto que na pós-fixada apenas o indicador é conhecido ao adquirir os papéis. Sendo que os certificados de recebíveis do tipo podem crescer ou diminuir de acordo com o mercado financeiro.


Já a liquidez consiste no resgate do dinheiro no momento em que o investidor necessitar dele. Dessa maneira, entenda que nessa modalidade o nível de aquisição dos valores são mais baixos.


Ao passo que a data do vencimento terá de ser respeitada. Então, você deve analisar se pode ficar durante esse período sem utilizar esse dinheiro. Por certo, saiba que eles são de longo prazo. Podendo ser de 2 até 15 anos, dependendo da escolha do investidor.


Vale destacar que ele é isento do imposto de renda. Além disso, operações do IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) também não são cobrados. Portanto, os certificados de recebíveis são interessantes e podem render bons lucros.



Artigo escrito por Cláudio Veríssimo: Escritor e Redator.

Autor de mais de 4 mil artigos escritos e publicados na internet (configurados para SEO).

Site: https://www.globalconhecimentos.com/

Favor não copiar ou reproduzir o artigo sem o consentimento do autor.

Contato para Redator Freelancer: claudio_publicitario@yahoo.com.br

4 visualizações