• Cláudio Veríssimo

O que são ETFs?

Os ETFs são um tipo de fundo de índices que ajuda na diversificação da sua carteira. Dessa maneira, entenda que eles costumam ter uma liquidez interessante e isso tem chamado a atenção.


Assim, a negociação também é feita na própria bolsa de valores B3 (B3SA3). O que facilita o processo de aquisição deles. Então continue a leitura para saber mais sobre esse assunto.


ETFs (Índices)
ETFs (Índices)

Definição de ETFs


Um ETF (Exchange Traded Fund) é um tipo de fundo de investimento. Desse modo, saiba que a negociação dele é feita através da bolsa. E seu método de funcionamento no ambiente lembra o das ações.


Aqui no Brasil a categoria é chamada de Fundos de Índices. Ao passo que os investidores buscam retornos que lembrem os indicadores do mercado. Os ETFs funcionam no formato de cota dentro de um grupo de investidores.


Onde uma parte das ações são adquiridas e isso facilita na diversificação. Não sendo necessário realizar a aquisição de um ativo específico. O que acaba sendo muito vantajoso e pode retornar em lucros.


Além disso, entenda que eles são bem variados e seu custo costuma ser baixo. Vale destacar que tanto a compra quanto a venda deles podem ser feitos rapidamente.


Então, temos um fundo de investimento que possuem ligações com os índices do mercado. Desse modo, há um gestor que analisa e cria toda a composição destes ETFs.


Assim, o objetivo é que eles estejam idênticos ao indicador escolhido. Por certo, as negociações são feitas através do pregão da bolsa de valores. E os papéis oscilam conforme o mercado e a sua carteira.


A regulamentação da categoria foi feita em 2002 aqui no país. E costuma ser muito utilizado em países do exterior. Saiba também que o primeiro ETF do Brasil foi o PIBB que estão ligados ao Bovespa.


Sua referência é o IBrX-50 que possui 50 das ações com maior negociações. Atualmente o Itaú é quem controla e administra esse fundo. E o objetivo principal dele é permitir com que investidores pudessem ter acesso a modalidade.





Quais são os tipos de ETFs?


Os ETFs são de vários tipos e isso ajuda na busca por rentabilidade. Dessa forma, saiba que os fundos de índices das ações são os mais buscados e conhecidos no mercado financeiro.


Veja alguns deles:

  • Índices (amplos);

  • Setoriais e segmentados;

  • Nacionais ou internacionais;

  • Commodities;

  • Moedas;

  • Renda fixa;

  • Entre outros.

Contudo, aqui no Brasil os ETFs ligados à renda variável são os mais buscados. Pois, permitem ganhos mais elevados, embora os riscos possam ser maiores.


Somente no ano de 2020, haviam pelo menos 20 deles listados no país. Enquanto que os de renda fixa são voltados para os título públicos. Podendo apresentar diferentes vencimentos e prazos.



Vale a pena comprar ETFs para compor a carteira de investimentos?


Os ETFs são interessantes porque são vantajoso em comparação a outras categorias. Sendo que sua negociação é feita de maneira mais simples. Já que é mais fácil utilizá-los do que comprar cada ação individualmente.


Entretanto, saiba que existe uma taxa de corretagem par cada uma das operações realizadas. De fato, entenda que os ETFs vão refletir a performance de todas as ações listadas na carteira.


A diversificação também é maior, pois são muitos ativos disponíveis. Uma vez que montar a carteira com cada ação seria muito mais complicado. O Balanceamento é feito pelo gestor, o que ocasiona em ganhos de tempo.


Sua taxa voltada para a administração não é tão alta. Sendo vantajoso em relação aos fundos de investimentos mais tradicionais. Então, realmente os ETFs são uma ótima escolha para a montagem da sua carteira.



Artigo escrito por Cláudio Veríssimo: Escritor e Redator.

Autor de mais de 4 mil artigos escritos e publicados na internet (configurados para SEO).

Site: https://www.globalconhecimentos.com/

Favor não copiar ou reproduzir o artigo sem o consentimento do autor.

Contato para Redator Freelancer: claudio_publicitario@yahoo.com.br

3 visualizações