• Cláudio Veríssimo

O que é Business Intelligence?

O conceito de Business Intelligence é amplamente utilizado na área tecnológica. Desse modo, ele permite uma visualização completa de todo o ambiente empresarial.


Com isso, a companhia passa a observar seus clientes e as oportunidades geradas no negócio. Então é sobre isso que irei falar neste artigo à respeito deste tema tão interessante.



Business Intelligence
Business Intelligence


Definição de Business Intelligence


Esse termo pode ser traduzido para o português como Inteligência Empresarial. Nesse sentido, saiba que essa estratégia serve para trazer uma análise completa da empresa.


Contudo, é possível observar cada departamento para chegar aos melhores resultados. Dessa maneira, o Business Intelligence utiliza dados para que as tomadas de decisão sejam acertadas.


De fato, essa inteligência garante uma melhor participação do mercado. Já que são realizados diversos tipos de atividades, tais como:

  • Pesquisas (marketing);

  • Análises (concorrentes);

  • Pesquisas industriais ou de mercado;

  • Mineração (dados e informações);

  • Demonstração e visualização;

  • Utilização de algumas ferramentas;

  • Entre outros.

Por certo, esse conceito consegue ajudar a empresa a efetuar mudanças necessárias. Ao passo que os pontos fracos podem ser consertados e adaptações funcionais podem ser implementadas.


Vale ressaltar que esse conceito surgiu em meados da década de 60. E foi sendo aprimorado até os anos 80. Onde a informática passou a auxiliar nessas análises e tomadas de decisões inteligentes.


Além disso, o Business Intelligence consiste em obter informações dentro da própria organização. Enquanto que nas fontes consideradas secundárias temos:

  • Decisões feitas pelos clientes;

  • Competição;

  • Indústrias e suas condições;

  • Tecnologia;

  • Economia;

  • Cultura e tendências;

  • Entre outros.

Outro ponto importante do Business Intelligence é a criação das metas. Que podem ser tanto de curto quanto de longo prazo. Assim, a melhor definição para esse conceito seria:

· Um tipo de estratégia para orientar as empresas nas melhores tomadas de decisão, através dos dados e informações.


Ou seja, os sistemas de informação participam deste processo trazendo o que for necessário. Nos próximos tópicos vamos trazer alguns exemplos que são muito utilizados na inteligência empresarial.




Tipos de sistemas presentes no Business Intelligence


A fim de lhe ajudar a entender melhor o conceito, vamos conhecer alguns exemplos. Com isso, ficará mais simples para identificar e compreender o funcionamento dele:

  • CRM (Customer Relationship Management);

  • ERP (Customer Relationship Management);

  • BPM (Business Process Management).

Aqui temos 3 exemplos de Business Intelligence que são muito úteis para as empresas. O CRM é uma espécie de gestão voltada para o relacionamento com os clientes.


E seu objetivo é melhorar o relacionamento com todos os stakeholders. Ou seja, com todos os interessados no processo. Desde os clientes até os parceiros que atuam em conjunto com a companhia.


Como resultado, se torna possível otimizar os lucros. Já que os consumidores terão suas necessidades analisadas e supridas. E isso pode ajudar a converter essa busca em vendas.

O ERP é um sistema integrado para a gestão empresarial.


Que nada mais é do que um sistema ou software para auxiliar as empresas. Dentro dele estão os dados e os fluxos que são necessários na rotina da organização.


O terceiro software presente no Business Intelligence é o BPM que é a gestão dos processos. Onde há uma sistematização de tudo que é feito dentro da empresa.


Através do BPM é possível entender todo o funcionamento da companhia em questão. Ao passo que várias melhorias poderão ser feitas, ajudando nas decisões.




Quais processos podem ser observados através do Business Intelligence?


Para facilitar ainda mais vou mostrar alguns dos principais processos:

  • Mineração: nos dados maiores são buscadas certas tendências presentes no banco de dados;

  • Relatórios: essas informações são enviadas aos interessados para que possam tomar decisões corretas;

  • Benchmarking: acompanhamento dos dados recentes e antigos para verificação das metas;

  • Consultas: são pesquisas realizadas nesses dados para conseguir respostas;

  • Análise de estatística e descritiva: Na primeira são usados dados estatísticos e na segunda temos informações passadas;

  • Visualização dos resultados: métodos específicos para a observação, podendo ser gráficos, slides, diagramas, etc.


Conclusão


Em resumo, vimos que o Business Intelligence é essencial para as empresas. Uma vez que ele permite as tomadas de decisões de modo mais acertado. E essa utilização inteligente consegue auxiliar na participação do mercado.


Pois, a organização consegue saber onde precisa melhorar seus processos. Consequentemente, tanto as vendas quanto os lucros acabam aumentando. O centro de tudo são os dados (informações) que são extremamente valiosos.


Os clientes também podem ser analisados durante a aplicação dessa estratégia. E os softwares são de grande valia na busca pro melhores resultados.

Por fim, confira algumas vantagens do Business Intelligence:

  • Comparação dos dados em relação a concorrência direta;

  • Verificação de como o consumidor está agindo (comportamento);

  • Captação de problemas ou eventuais erros;

  • Otimizar processos e operações;

  • Análise do desempenho apresentado;

  • Novas maneiras de elevar os ganhos (lucros).

Portanto, esse sistema inteligente consegue levar as empresas a um novo nível. Sendo fundamental para alcançar as metas propostas da melhor maneira possível. Sem dúvida, essa análise é de extrema importância para organizações que pretendem dominar o mercado.



Artigo escrito por Cláudio Veríssimo: Escritor e Redator.

Autor de mais de 3 mil artigos escritos e publicados na internet (configurados para SEO).

Proibida a cópia ou reprodução do artigo sem o consentimento do autor.

Contato para Redator Freelancer: claudio_publicitario@yahoo.com.br

4 visualizações